Fundada em 2015, a Camerata de Cordas cearense é um dos grupos de referência do Instituto Beatriz e Lauro Fiúza (IBLF), formado por 8 jovens entre 13 e 19 anos oriundos de três espaços de formação do Instituto (Passaré, José de Alencar e Henrique Jorge), aprovados em audição e que se destacam pelo desenvolvimento artístico, musical e técnico. Em seu repertório, a Camerata trabalha tanto o cancioneiro para violão erudito como a Gavota-Choro, de Villa-Lobos, quanto músicas populares em arranjos que enaltecem as peculiaridades musicais do violão. Conduzido pelo professor João Paulo Nobre, o grupo vem contribuindo com a formação Leia Mais