Fechar

Abraço virtual: como usar a música para o aconchego e autocuidado

  • Home
  •  / 
  • Notícias
  •  / 
  • Abraço virtual: como usar a música para o aconchego e autocuidado

Abraço virtual: como usar a música para o aconchego e autocuidado

 

Abraçar. Segundo o dicionário Aurélio, um ato de “apertar com os braços; tomar entre os braços; abarcar; confundir-se; ligar-se”. Tantos gestos para uma única palavra. Tantos gestos tirados de nós neste último ano. O abraço traz aconchego, compreensão. Com um único abraço podemos falar muitas coisas sem usar uma palavra sequer. 

Neste ano, o Festival Acordes do Amanhã traz o tema #MúsicasQueAbraçam. É a proposta do evento, abraçar a todos com música. A neurociência já estudou a importância do abraço para o nosso corpo. A ocitocina, conhecida popularmente como o “hormônio do amor”, é o que é liberado no nosso corpo quando abraçamos, ou temos interações sociais positivas.

Devido ao distanciamento social imposto pela pandemia do coronavírus, nossas interações com o outro foram interrompidas. Porém, descobrimos que podemos abraçar quem amamos por meio de nossos celulares e telas dos computadores. O Festival Acordes do Amanhã te mostra três formas de usar a música para dar um abraço em alguém e em si mesmo.

Dê um abraço virtual

Compartilhe uma canção

Que tal escolher algumas músicas, separar elas e fazer uma playlist? Pense em alguém que te dê saudade. Lembre-se de canções que vocês vivenciaram em algum momento feliz. Separe essas músicas no seu streaming favorito, escute e, se puder, compartilhe com essa pessoa.

 Na neurociência, o ato de ouvir música ativa o cerebelo, que é a parte do nosso cérebro responsável pelas emoções. Já para o ato de acompanhar uma música que já conhecemos, o que é ativado no cérebro é o hipocampo, que é conhecido por ser o nosso centro de memória, recordações.

A música, assim como um abraço, ativa a dopamina do corpo. Alguns cientistas discordam da argumentação de que a música é capaz de nos trazer emoções. Porém, há outra corrente que acredita que a música é capaz sim de despertar alegria, tristeza, medo, raiva ou ternura. Enfim, mal não fará. Escute e envie uma música, abrace virtualmente quem você ama.

Medite

A meditação é um excelente exercício que traz os mesmos benefícios do abraço. Ela ativa a oxitocina, o mesmo hormônio liberado em nosso cérebro quando abraçamos alguém. Para quem está começando no ato de meditar, uma música relaxante para acompanhar a meditação é a melhor escolha. 

No Yoga, por exemplo, e ao avançar da prática meditativa, os mantras (vibrações sonoras) e os bhajans (cânticos devocionais) passam a ser introduzidos. Essas são outras formas que a musicalidade aparece nessas práticas orientais. Daí a importância que a música tem para esse momento de abraço a si mesmo.

Abrace-se. Você também merece um abraço. Foto: Henrique Kardozo.

Podemos falar também do poder que essa mistura de ritmos faz ao nosso corpo. Se fôssemos aprofundar o assunto, entraríamos na musicoterapia, um tratamento muito útil para o equilíbrio mental e a rearmonização do sistema nervoso e endócrino. Em seu livro Yoga Para Nervosos, Hermóneges, pioneiro do Yoga no Brasil, dedica um capítulo inteiro para falar do poder da música em nosso corpo e na nossa mente.

Cante, dance, faça música

Quem nunca ouviu aquele ditado popular: Quem canta seus males espanta? Parece que ele está correto mesmo. Por isso, o Festival Acordes do Amanhã incentiva você a tocar algum instrumento. Ou tentar aprender algum. Os cientistas confirmam que o ato de fazer música ativa o lobo frontal, que está diretamente ligado ao planejamento, autocontrole e organização perceptiva.

Ao fazer música podemos ter uma melhor performance na resolução de problemas. Afinal, nada melhor para resolver um problema do que parar, pensar e planejar o que fazer a seguir. Faça música! Não sabe ou acha difícil tocar algum instrumento? Também vale dançar, reger uma orquestra e até mesmo cantar. Cantar todo mundo se arrisca, então já baixa um aplicativo de karaokê no celular e coloque tudo pra fora cantando uma bela canção.

O Festival Acordes do Amanhã #MúsicasQueAbraçam acontece entre os dias 1 a 15 de setembro, com lives em formato de pocket show de até 30 minutos. Anota na sua agenda. Vai ser uma ótima oportunidade para você dançar e cantar com a gente e jogar pra bem longe todos os males. 

O Festival Acordes do Amanhã é apresentado pela Enel, pela Plataforma Sinfonia do Amanhã e pelo Governo do Estado do Ceará, com apoio institucional da Secretaria da Cultura do Estado do Ceará, via lei de incentivo à cultura. O Festival tem realização da Quitanda Soluções Criativas e do Instituto BR Arte. A produção é da Cinco Elementos Produções e a produção executiva é da Marco Zero Produções. 

Posts Relacionados