apresentam

Além de Fortaleza, outras cidades receberam o Festival Acordes do Amanhã em seu primeiro dia (27). Itapajé, Orós, São Luiz Gonzaga e Garruchos foram as cidades contempladas por apresentações no primeiro dia de festival. Cidades de estados diferentes, unidas pela missão de levar música e cidadania à jovens que vivem em áreas de vulnerabilidade social é a grande razão do festival.

Logo no início da manhã do dia 27, a música invadiu terminais, praças e mercados de Fortaleza. Acompanhado de sol e chuva, o festival Acordes do Amanhã tomava a cidade, desde o Vila do Mar ao Conjunto Palmeiras. Foram mais de mil artistas em mais 60 apresentações, ocupando cenários onde normalmente multidões de pessoas transitam e constroem o cotidiano urbano da capital. Grupos locais e de outras cidades do estado, como Sobral, Guaramiranga e São Gonçalo, interviram nesses espaços e conquistaram a atenção de milhares de espectadores.

Conhecidos pela suavidade e elegância dos instrumentos de sopro, o Quinteto de Metais da Universidade Federal da Bahia (UFBA) se apresenta no Festival Acordes do Amanhã nos dias 27 e 29 de abril. Com o trabalho intitulado “Eco”, a seleção de músicas reúne pérolas da produção intelectual brasileira, passeando por Gilberto Gagliardi à Chiquinha Gonzaga.

O Festival Acordes do Amanhã só cresce! Além das cidades já confirmadas, os municípios de Itapajé, no norte do Ceará, e Garruchos, no Rio Grande do Sul, também recebem os sons do Acordes durante o dia 27 de abril, sexta-feira.

Em 29 de abril, Aquiraz sediará o Festival Acordes do Amanhã. Com programação itinerante, a música ganha circulação para conquistar ouvintes a ocuparem juntos - com arte e cultura - os espaços públicos da cidade. 

A transformação da rotina a partir da música. É isso o que pretende o Festival Acordes do Amanhã que será realizado de 27 a 30 de abril em 8 cidades de 3 estados brasileiros. No total, serão mais de 1.000 artistas envolvidos em 130 apresentações. No dia 28 (sexta-feira), o evento será em Sobral, com 24 apresentações, em 10 locais, a partir das 7h da manhã, seguindo com programação até às 18h.

Quem acolhe a programação da cidade é a Escola de Música de Sobral, que participará do evento com grupos como a Camerata Wanderley Alves, Camerata de Violinos e a Big Band Norjazz. Entre os convidados, a Orquestra Filarmônica Estrelas da Serra, que se apresentará no Mercado de Sobral (12h) e Arco do Triunfo (17h). Toda a programação é gratuita.

Em comemoração aos 20 anos da Escola de Música de Guaramiranga, o mês de abril abrigará uma série de atividades de formação e difusão que terão a música como foco central: Trata-se do Projeto Cidade da Arte - Formação musical avançada. Voltado para professores e estudantes dos módulos avançados da Escola e buscando o aprimoramento dos quatro grupos musicais que a integram - Som das Águas (banda de música), Rio das Cordas (violões), Tambores de Guaramiranga (percussão) e Orquestra Cidade da Arte - as atividades acontecerão a partir do dia 21 com residências artísticas que culminarão com apresentações musicais espalhadas por diversos locais da cidade nos dias 29 e 30/04.

O projeto Clássicos na Lagoa apresenta, dia 7 de abril, o Siara Quarteto, grupo formado por dois violinistas, um violista e um violoncelista. Antigos integrantes do principal quarteto de cordas da Orquestra Sinfônica da Universidade Estadual do Ceará (UECE), eles irão interpretar músicos eruditos europeus como Mozart, clássicos nordestinos como Luiz Gonzaga, além dos grandes compositores do Tango, Astor Piazzolla e Carlos Gardel. O projeto busca disseminar a música erudita com apresentações nas primeiras sextas-feiras de cada mês, às 17 horas, nas margens da lagoa do Porangabuçu.

A novidade desta edição é que o Clássicos na Lagoa fará parte da programação de abertura do Festival Acordes do Amanhã, que acontecerá pela primeira vez em Fortaleza, dia 28 de abril, ocupando as ruas com música clássica instrumental. A capital cearense será uma das oito cidades, em quatro estados, a receber o festival, com uma grande ação de ocupação urbana pela música, unindo projetos de educação musical e atividades de interferência urbana e artística.

A música que transforma a cidade começa a soar em Fortaleza. Nesta quarta-feira, dia 5 de abril, na sede da Enel, foi dado início à celebração das instituições que trabalham a educação musical como mecanismo de transformação social.

Um evento que abraça a cidade, o Festival Acordes do Amanhã contou em seu lançamento com apresentações do coral intergeracional Eu, Tu Nós, Vozes, do Instituto de Assistência e Proteção Social (IAPS) e da Orquestra Jacques Klein, do Instituto Beatriz e Lauro Fiuza.

contact

PARCERIAS:

  

 

     

        PRODUÇÃO:

PRODUÇÃO EXECUTIVA:

            

 

CONSULTORIA EXECUTIVA:

REALIZAÇÃO:

APOIO CULTURAL:

PROMOÇÃO:

PATROCÍNIO: